“Do ódio ao amor”

Odeio o ódio. Odeio com tanta força que odeio odiar tanto. Odeio quem tem ódio. Odeio quem prega discurso de ódio. Odeio quem se beneficia do ódio. Odeio quem estimula o ódio. Odeio quem reproduz o ódio. Odeio quem vive pelo ódio.

Agora troque todos os ‘ódios’ e ‘odeios’ por amor.

Giovanna Torres Fabbri, ex-aluna, 2013