Lambe-lambes: dando voz aos “invisíveis”

Com o tema da invisibilidade urbana (personagens e situações que passam desapercebidos no cotidiano da cidade), os alunos do 2.o ano do Ensino Médio da Oficina de Mídias produziram micro-crônicas e as adaptaram a um dos produtos mais marcantes da arte na cidade: os lambe-lambes.

lambe_lambe2

Na Oficina de Mídias – atividade curricular de Língua Portuguesa – , os estudantes devem criar um produto por semestre que envolva a língua e sua aplicação na comunicação. Dessa forma, no primeiro bimestre, divididos em grupos, eles mergulharam no tema invisibilidade urbana garimpando  crônicas, fotos e informações das mais variadas para a criação de um painel de referências.

FullSizeRender 10

Cada grupo, ao seu jeito, usou do painel para capturar a “atmosfera” que queriam passar nos lambe-lambes no segundo bimestre. Criaram então uma micro-crônica, ou seja, um texto de até três frases, que foi levado para linguagem dos cartazes. Por fim, os alunos colaram os lambe-lambes em um dos muros internos do Colégio – lá os produtos atraíram olhares em meio ao cotidiano de estudantes, professores e funcionários.

FullSizeRender 11

“O projeto envolveu tanto criatividade quanto responsabilidade para lidar com tempo, forma e linguagem. É muito bom ter contato com um produto e uma escrita tão diferentes e inovadores”, contou a aluna Nicole Grossmann, da 2.a série do Ensino Médio.