Esconderijo

Eu, sozinha na escuridão,

Com uma caneta mastigada,

Uma folha amassada

Irei abrir meu coração

Estão prontos para ouvir

As palavras que nunca consegui proferir?

Estão prontos para ler

As palavras que nunca consegui escrever?

Então aqui estão elas

As mais tristes,

As mais belas

Por que não é isso que faz a tristeza?

Te mostra que são nas coisas mais simples

Em que encontramos as mais complexas belezas

XXY, 2B