Não sei que gênero é esse parte 2

Às vezes me sinto frustrado quando quero dar atenção, meu tempo e minha dedicação e recebo em troca silêncio (ou pelo menos acho que seria isso). Mas por favor, não desista: o fogo que não se apaga nem durante a chuva é o que mais aquece as pessoas. Eu sei que é difícil passar recreios sozinhos, tardes solitárias e não ter com quem compartilhar a voz. Eu sei de tudo isso. Mas não deixe se abalar por isso: se esforce, se motive, quando alguém der as costas para você as dê uma massagem, quando alguém estiver em silêncio deixe que seu sorriso fale ao invés de suas palavras, e se sentir sozinho e abandonado, lembre-se de tudo que você ainda pode fazer e que nada está perdido. Há tantas pessoas nesse mundo, há tantas aventuras a serem vividas. E sim, amizades e, principalmente, amores. Nem todas as pessoas são rasas e frias. Há muitas pessoas legais no mundo. E sim, apesar de serem mais raras, também há aquelas pessoas que você se liga tanto, e que tem tanta empatia, que começam a usar as mesmas gírias, as mesmas expressões, até o ponto que você não sabe quem é quem e tudo acaba em beijo, como sempre foi e sempre será. Quando você tiver muitas tarefas, e parecer que tudo está nublado, lembre-se que não importa o que acontecer, eu sempre estarei ao seu lado. Somos ambos duas fragatas navegando por um oceano caudaloso, buscando a definição de amor e liberdade. Enquanto continuarmos remando para a frente, enquanto não desistirmos de tentar, então o sol continuará raiando no horizonte, e poderemos subir nas nossas proas e sentir seus raios tocaram suavemente nossa pele, enquanto rimos e percebemos como a vida pode ser bela se você tiver paciência suficiente para olhar.

 

Sérgio André Cristovão, ex-aluno 2017