Microcontos de terror go

“E se meu brinquedo caísse? / E se eu tentasse pegar / E se nessa hora acordasse o monstro da palha / querendo me assustar?”
Quantos de nós já tivemos medo como o pequeno Astolfinho do programa Cocoricó?
E se agora já “crescidos” fôssemos assustados nas escadas, paredes, banheiros do Band com microcontos de terror? Essa é a proposta dos oitavos anos, que nesse 4o.bimestre analisaram contos de terror, suspense e mistério e, em uma atividade livre, sem “valer nota”, escreveram microcontos de terror baseados nos textos lidos (Edgar Alan Poe, Bram Stoker, Ricardo Azevedo, Lygia Fagundes Telles) ou de inspiração livre. Foi um grande desafio, pois os alunos – e as professoras – tiveram de desenvolver e aplicar o poder de síntese.
Nesse Halloween, bastou andar pelo colégio para ter sua paz assombrada.
E bons sonhos.

Profas. Cátia, Grasiela e Lenira; estagiário Gabriel

Para saber nossa inspiração para a atividade, acesse: http://notaterapia.com.br/2016/06/30/os-incriveis-micro-contos-de-terror-em-duas-frases-da-pra-assustar-com-tao-pouco/

Confira na galeria fotos de alguns autores e seus textos

Inovando a leitura bimestral no oitavo ano

No 2º. bimestre, as professoras do oitavo ano, Cátia, Grasiela e Lenira, propuseram uma nova forma de trabalhar a leitura bimestral: ao invés de uma única obra, indicaram três livros para que cada aluno escolhesse o de sua preferência. Como os gêneros textuais trabalhados até então haviam sido entrevista e notícia, os livros sugeridos partiam de diferentes fatos conhecidos mundialmente e de autores-personagens importantes: Cem dias entre o céu e o mar, de Amir Klink; Eu sou Malala, de Malala Yousafzai e Da minha terra à Terra, de Sebastião Salgado. “Ler envolve muito mais que decifrar palavras, é preciso compreender profundamente o que se lê, processo que é auxiliado pelo bom planejamento das atividades chamadas ‘antes-durante-depois’ da leitura”, apontou a professora Cátia.

Obras lidas no 2o. bimestre do 8o. ano

Obras lidas no 2o. bimestre do 8o. ano

Em relação a tais atividades, os alunos na ocasião responderam a perguntas comuns às três obras e que estimulavam o leitor a expor seu posicionamento como Qual o momento crucial vivido pelo personagem central de seu livro? Você consegue se imaginar vivendo a mesma situação? Se não, por quê? Se sim, como agiria no lugar do personagem? Por quê?. “A troca das impressões de cada aluno, tanto sobre o mesmo livro quanto sobre as diferentes leituras foi bastante interessante e instigou alguns a participarem das duas sessões de cinema – com direito a pipoca – que fizemos como atividade final”, comentou a professora Grasiela, que se referiu aos dois dias em que os alunos puderam assistir na escola aos filmes Malala e O sal da terra.

8F responde às perguntas sobre as obras e se prepara para a troca de experiências.

8F responde às perguntas sobre as obras e se prepara para a troca de experiências.

Obras para a leitura do 3o. bimestre do 8o.ano.

Obras para a leitura do 3o. bimestre do 8o.ano.

Com a boa aceitação da proposta, as professoras decidiram repetir a dose agora no 3º. bimestre, sugerindo mais três obras, todas sobre o tema guerra (mundial ou civil): O menino do pijama listrado, de John Boyne; O diário de Anne Frank, de Anne Frank e Muito longe de casa – memórias de um menino-soldado, de Ishmael Beah. “Um ou outro título pode ser escolhido por poucos ou por muitos alunos, o que importa é a possibilidade de poderem escolher e a chance de conhecerem uma obra pelos olhos do colega, e ampliarem assim o repertório de leituras/experiências”, completou a professora Lenira.

Brincando de fazer haicais

Exposição dos haicais no pátio do colégio

Exposição dos haicais no pátio do colégio

Durante o segundo bimestre, os alunos dos 9.os anos tiveram contato com o texto poético nas aulas de Redação e conheceram a obra de poetas consagrados e seus estilos, entre eles o Haicai. Poema de origem japonesa, estruturado em apenas três versos, com linguagem simples, o haicai encantou os alunos e instigou sua criatividade. Assim, após se surpreenderem com os haicais de Paulo Leminski, Alice Ruiz, Millôr Fernandes, entre outros, os alunos se divertiram criando seus próprios haicais. Aqui, uma pequena amostra dessa criatividade.

Professoras Cândida e Simone

Exposição dos haicais na entrada do colégio

Exposição dos haicais na entrada do colégio

Gostaria de saber por quê!                                     
Porque se o porquê soubesse                                                                      
por que questionaria?

Júlia Capucci, 9D

Estranha essa vida                                                                            
Comprei a ida                                                                                 
Esgotou a volta

Luíza Bavaresco, 9D

Traz o jardim                                                                                      
Eu trago um trago                                                                               
da vida

Giullia Pipolo, 9H

Um dia, um mês, um ano                                                                        
Um amor, um som frágil                                                                        
Um cravo e uma rosa

Luiza Kobata, 9H         

Se realmente não soubesse de nada                                                                 
Nem saberia                                                                                       
Que sei de nada

Luís, 9D

Quando mãe fala                                                        Acontece                                                                                        
Viu!!

Nicole, 9D

Se a vida fosse viva                                                                            
Cheia de vida seria                                                                               
até não viver mais

Júlia Capucci, 9D

A vida é um instante                                                                               
Um passo adiante                                                  
Passou

Anna Clara Costa, 9B

Mordia a língua                                                                            
Engasgou com tudo que diria                                                             
E morreu

Taiza C. S, 9D

Na lousa, os haicais.

Na lousa, os haicais.

Teto branco
Céu estrelado
Quarto frio e solidário

Jéssica, 9A

Hoje o dia foi nublado
E o que eu quis ter falado
Calei

Larissa Jikal, 9A

O morteiro
Passageiro
Fere tanto quanto seu olhar

Vitor R. , 9A

Noite estrelada
E eu sorrindo
Feito a lua crescente

Beatriz Kapel, 9A

A palavra Haikai
Vem da mesma terra
que o bonsai

Eduado Kim, 9C

No fundo do meu quarto
guardo muitos relatos
no meu porta-retrato

Luísa Borba, 9C

Atrás dos porta-retratos
guardo segredos secretos
que não devem ser expostos

Mariana, 9C

A sua lembrança guardo
em um porta-retrato
na parede do meu quarto

Isabella, 9C

O dia de chuva
todos sob guarda-chuva
comendo bolinho de chuva

Camila Sepuhuda, 9C

O poeta faz muito parecer pouco,
faz pouco parecer muito
faz do nada a poesia

Celso Ferraz, 9C

Sou versátil
Haikai não
Só tem três

Roberto, 9C

As palavras brilham no céu
As estrelas no papel
Na mansão ou num mausoléu

Gabriel Jaar, 9C

Dia ventoso
Folhas para lá e para cá
Chegou o outono

Victória, 9C

Chove em SP
O que tem para comer?
Palavras de amor para você

Gabriel Jaar, 9C

Nossos relatos
Nossos amores
Dentro de um porta-retrato

Camila Sepulveta, 9C

Nesses porta-retratos
Não cabe inteira
A nossa história

Eduardo Cabrita, 9C

Dia de frio
Céu estrelado
Mas ninguém ao meu lado

Bruno, 9C

O dia choveu
Mas eu não chovi
Para fora da cama

Milla, 9C

Rebeldia indecente
Melhor parte da vida
Doce adolescente

Letícia, 9G

Na cachoeira
Gota-a-gota
Minha vida escoa

Leonardo, 9G

Dessa semente
Que nascem os frutos
Cuidado com o dente

Helena, 9G

Vi um sorriso profundo
Que fez cair o mundo
Mas acordei em um segundo

Ulisses, 9G

Muito MI MI MI
Para pouco
Tô indo aí!

Amanda C., 9G

A chuva cai
A vida vai
E eu aqui fazendo haikai

Melissa C, 9G

Esse sorriso da gente
Não mente
Conta a verdade com os dentes

Edu, 9G

No jardim
O jasmin
Vive em mim

Amanda G., 9G
IMG-20160619-WA0072

IMG-20160619-WA0073

IMG-20160619-WA0074

Bem-vindos ao nosso Universo!

universozoom_foto1_v3 Olá, pessoal, tudo bem? Nós somos o Universo Zoom!!! Neste universo usamos o português para trocar costumes e conhecimento através de vídeos.

Mas… que vídeos? Alunos dos 7os, 8os e 9os anos do Colégio Bandeirantes criam conteúdo a partir de temas sugeridos por participantes do mundo todo, entre eles por alunos de uma universidade nos Países Baixos, de escolas no Brasil, na Argentina e no Japão, e por três famílias — duas nos Estados Unidos e uma na Espanha.

Mas… para que o canal? Bom, caro leitor, o canal é uma maneira divertida de ajudar pessoas que estão aprendendo a língua, de integrar culturas e de encontrar diferentes tipos de falantes do português e interagir com eles. Além disso, de desenvolver uma cultura audiovisual dentro do Band.

Bom, este é o nosso universo. Se quiser conferir nosso trabalho, clique aqui: https://www.youtube.com/channel/UC9u16n4JVmk0TMr7wTU5I9A

Até mais, pessoal !!!

Alunos se voluntariam para participar de aulas de reforço

Motivados desde o início das aulas, alunos do 6.o e 7.o ano com um bom desempenho se voluntariaram para participar das aulas de reforço de Português oferecidas durante o bimestre pelas professoras Yeda Mafra e Marlene Pissolito.

Professoras Marlene e Yeda

Professoras Marlene e Yeda

Todo ano, alguns estudantes com dificuldade em Língua Portuguesa são convidados para participar das atividades de reforço. O intuito é auxiliá-los a melhorar os resultados durante os bimestres, através de exercícios resolvidos em sala, junto com o apoio da professora para tirar dúvidas.

Em 2016, alunos não convocados se voluntariaram para as aulas também. Segundo as professoras, a atitude fez com que a atividade fosse mais valorizada.“Foi ótimo, porque tirou a ideia de que reforço é apenas para alunos fracos”, comentou Yeda. “É motivador. Quando eles decidem ir por conta própria significa que [o reforço] é algo bom e dá valor ao que é oferecido pelo Colégio”, completou Marlene.

Devido a grande procura pelo reforço, agora também serão realizados plantões de dúvida de Português para os alunos de 6.o e 7.o ano. Assim, estudantes com dúvidas pontuais em algum assunto podem comparecer e fazer questionamentos, sem a necessidade de acompanhar toda uma aula.

Você realmente conhece Frankenstein?

No primeiro bimestre, os alunos do oitavo ano leram a obra Frankenstein, de Mary Sheley, e realizaram diferentes atividades de compreensão da obra, aprofundando a leitura. Um dos desafios foi elaborar um criativo cartaz para incentivar os alunos do sexto ano a conhecerem a obra. A atividade foi feita em grupos, usando o aplicativo PicColage, no tablet. Ao final, cada turma escolheu o melhor cartaz da sala.
Divirtam-se…ou seria assustem-se??

Professoras Cátia, Grasiela e Lenira

8A

8A

8B

8B

8C

8C

8D

8D

8E

8E

8F

8F

8G

8G

 

Sobre “O passarinho engaiolado”

Uma das provas do 6º ano baseou-se no conto “O passarinho engaiolado”, de Rubem Alves. Trata-se da história de um passarinho preso que encontra a porta da gaiola aberta, sai, mas acaba voltando, por medo de enfrentar a liberdade – e seus perigos. Os alunos tinham de criar um novo desfecho, em que o passarinho criasse coragem e aceitasse o convite de uma “passarinha” para voar até o quintal do vizinho. Mas teriam de imaginar a situação pela perspectiva do passarinho! A Esther, do 6º C, imaginou que seriam estes os pensamentos da avezinha.

Assim que aceitei aquele convite, comecei a voar. Estava desacostumado. Achei que ia cair. Aquele lugar era alto como um sorvedouro. Estava com muito medo! Mas era incrível ser livre, poder voar sem ver o fundo da gaiola. Chegamos à pimenteira. Já se podia ver aquele gato insolente, correndo atrás de um passarinho. Teria que ter muito cuidado. Voei o mais rápido que pude. Peguei uma pimenta e fui para o galho da árvore mais próxima. Como é bom ter liberdade! Decidi que nunca mais voltaria para aquela gaiola.

Esther Luz Novais Souza, 6C

Autoria

Quais são as fronteiras do pensamento? Como definir o pensamento próprio, a autoria, a influência?

O papel das ideologias e discursos no pensamento de cada indivíduo serviu de reflexão – e inspiração – para a palavrartista Roberta Berardo. Tudo surgiu a partir de uma discussão sobre as fronteiras do pensamento, iniciada, em grupo, em uma aula de redação de classe. Cada grupo deveria selecionar ideias, argumentos, exemplos que fundamentassem sua opinião a respeito de alguma das fronteiras (psicológicas, do pensamento, da ciência, da linguagem, etc) apresentadas pela proposta de redação da Fuvest. Em seguida, deveriam definir o modo como gostariam de apresentar à classe as ideias levantadas.

O propósito do trabalho era estimular os alunos a buscarem mais e melhores ideias para fundamentar sua discussão no texto, antes de escrevê-lo. O resultado foi muito satisfatório, mas também, como mostra o poema da Roberta, belo, surpreendente.

Assim, devidamente contextualizado – como se precisasse! – segue “Autoria”, de Roberta Berardo.

Professora Melissa de Matos França Norcia

Sou um ser de opinião,
de crenças, ideologias.
Todas discutidas, defendidas.
Sou eu quem as determina?

Apresento argumentos.
Tese, antítese, síntese.
Falo com autonomia.
Porém, a dúvida fica:

Quando penso, penso?
Reproduzo?
A boca é minha
Mas e o discurso?

Não sei o que é de minha autoria.
Nem sei qual o meu intuito.
Só sei que na verdade,
sou um falante-mudo.

Roberta Berardo, 3E1

Entrevista com João Carlos Marinho

  1. O que lhe inspirou para escrever o livro “O gênio do crime”?

O gênio do crime ele tirou de sua infância, quando colecionava seus álbuns de figurinhas.

  1. O que inspirou a turma do gordo?

Ele queria um grupo de crianças detetives com personalidades diferentes

  1. Onde você se inspirou para criar seus personagens dos livros?

Os personagens, ele se inspirou nele mesmo. Algumas pessoas que João Carlos conheceu viraram personagens de seus livros.

  1. De onde você tirou as características dos vilões de seus livros?

Ele tirou as características dos vilões de alguns gibis que lia quando era criança.

  1. Qual o livro mais importante?

O Gênio do Crime vende bastante, anualmente a media é 50% O Gênio do Crime e 50% os outros. Mas ele gosta muito dos outros também.

  1. Você pretende aumentar a turma do gordo?

Nunca se sabe. Hoje, alguns personagens, dependendo da história, são mais utilizados que outros.

  1. Em que ano começou a ser autor?

Para valer foi em fevereiro de 1969, lançando O Gênio do Crime, mas desde criança já escrevia.

  1. Quando se formou já pensava em ser escritor?

Ele não sabia, pois um livro rende pouco. Ele escolheu uma profissão tranquila (advocacia) para se sustentar.

  1. Quais livros e autores você lia quando era criança?

Contos de fadas e Monteiro Lobato, seus favoritos eram Caçadas de Pedrinho e Reinações de Narizinho.

  1. Qual foi o livro mais difícil de escrever?

O Gênio do Crime, pois é o primeiro e um dos mais longos.

  1. Rivelino era seu ídolo no futebol no tempo em que escreveu o livro de O Gênio do Crime?

Ele achava Rivelino um ótimo jogador, tanto que ele é a figurinha mais rara do livro.

  1. Alguém te inspirou a ler?

Sim, seu pai, seu avô e o editor de Monteiro Lobato que lia as historinhas que Joao escrevia quando era criança.

  1. Você ficou feliz porque fez bons livros?

Sim, ficou orgulhoso de saber que nós queríamos visitá-lo.

  1. Quanto tempo você demora para escrever um livro?

Seu novo livro escreveu em três meses, mas O Gênio do Crime demorou dois anos.

João Carlos Marinho acaba de lançar um novo livro que se chama O Fantasma da Alameda Santos.

Matias Prata Asquino – 6ºC

Projeto Tribo dos Golfinhos

20141009005304-uxsedfyzkmnrknspxÉ aluno dos 7os., 8os ou 9os anos? Gosta de animais marinhos? Quer manter contato com outros jovens falantes de português ao redor do mundo? Deseja participar da produção de um vídeo? Se você respondeu sim a pelo menos uma dessas perguntas, esse é o projeto ideal para você. Acesse o formulário de inscrição no link abaixo e saiba mais detalhes.

https://docs.google.com/forms/d/1d_hI5LkmtQQxlZWJfPPbduiflw-w4tgmH2peJUOZSjA/viewform?c=0&w=1