Queridos Frio e Calor

O frio é gostoso
me recebe com um abraço
Que envolve meu entorno
Como um bom casaco
Mas o frio vai apertando
Até chegar no ponto
Que chamo o calor
Para me salvar
Quando ele fica sem pudor

O calor é manhoso
Me dá carinho com cuidado
Ele fica tão perto do meu corpo
Que é como se nele tivesse mergulhado
Mas o calor vai irritando
Até chegar no ponto
Que chamo o frio
Para me salvar
Quando ele fica impróprio

Lua, 1A2

A Moda e Luz

Moda é como luz branca

É onda, é partícula da sociedade

E por onde ela anda

Atrai os olhos da mocidade

 

O que mais dela a gente ama

A gente reflete por casualidade

Até sua fonte ir para cama

Sua cor, seu ângulo, sua verticalidade

 

O espelho reflete o estilo da fama

A penumbra adere com pouca intensidade

E a sombra é quem chama

Essa luz branca de absurdidade

 

Quando uma luz fica com baixa chama

Focamos em outra claridade

A humanidade dificilmente anda

Com um pingo de escuridade

 

Lua, 1A2

Toró

Hoje
Meu nariz chorou
E o céu também
Fazendo eu
Ficar com desdém
Sem contar
O vento desesperado
Veio e me deu uns abraços
Piorando meu estado
E claro, minhas roupas absorveram
A tristeza de todas lágrimas
Exageraram na bebida
Acabaram frias e pesadas

Paula V. Barros (Lua), 1A2