Amor à primeira página

Ei, você! Você que está olhando atentamente pra essas palavrinhas escritas. NÃO VIRE A PÁGINA (se por acaso estiver lendo em um aparelho digital ou no computador, esses locais que não têm exatamente páginas, então: não pule esse pedaço)!
Para de tentar olhar pros lados, é com você que eu estou falando. Isso mesmo, você. Esse ser de dois olhos, uma boca, um nariz, etc etc etc. Eu queria dizer que desde que te vi lendo o conto de início desse livro me apaixonei.
Calma, calma. Não vai embora. Juro que não sou um personagem louco. Quer dizer, eu sou louco de amores por você, mas isso não vem ao caso. Pensando bem, vem super ao caso. Eu não consigo dormir, não consigo comer, não consigo fazer nada. Tá, eu sei que não sou exatamente físico e que já não faço essas coisas, mas me deixa falar! Eu sinto como se esse texto não tivesse lógica e como se palavras as estivessem sentido perdendo, banana elefante candelabro mauri shabek ahenslbwk….
Aí meu Deus, eu perdi o fio da meada… Desculpa, é que, quando me dirijo a você, parece que me embolo todo, não sei o que fazer! É tanta coisa para dizer, cada sentimento mais misturado que o outro…
Você é o ser mais lindo que eu já vi. Esse seu jeitinho sério, tão concentrado, tão impagável de se ver. A sua voz, ah! a sua voz, lendo os trechinhos alto é tão apaixonante. Os seus olhos seguindo cada frasezinha. Você rindo com as piadinhas sem graças. Foi amor à primeira página!
Eu quero te fazer feliz. Quero te fazer sorrir mesmo quando você não estiver lendo as crônicas idiotas que essa autora vive escrevendo. Quero viver ao seu lado, para nós sermos palavra misturada com matéria e lervarmos poesia e encanto pro nosso dia a dia.
A gente pode se completar. Passar as tardes nas livrarias só espalhando amor por todos os lados. Fica aqui comigo, não fecha esse livro não.

Larissa Nitta, ex-aluna (2015)