Como um cigarro salvou minha vida

quando tudo acabou
pela última vez
te sentir novamente
parecia algo improvável.
encontrei essa sensação, porém,
num maço de cigarro não tão barato assim.
um.
dois.
três.
vinte.
pensei em perguntar se você
ainda fumava
(aquela marca).
me perdi na lembrança
do cheiro
seu gosto
seu.
sua.
sou.
nem aquela sua camisa
guardada
(amarrotada, melhor dizer)
no fundo do meu guarda-roupa
te traz pra mim
como isso te traz.
traz pra mim.
traz.
de volta.
o clichê
do “te trago em mim”
me persegue
dia após dia
ser o que éramos
ser o que era
ser.
não somos.
mas por
mais ou menos
8 minutos
te tenho de novo
dentro de mim
de onde você realmente nunca saiu.
(fumar mata e a saudade também)

Alguém, 2H2

Uma vida

A infância passa tão rápido
Rápido como a ânsia
Quando se menos espera
Ela o deixa na reserva

E a vida muda
Deixa de ser tão miúda
E começa a complicar
Com diversos afazeres para realizar

Ai vem a velhice
Cheia de chatice
A vida se torna monótona
Assim como uma única nota

Caio Naville, 3E4